Somos produtos pré-programados

A psicologia do efeito manada faz parte dos dias atuais e das nossas ações cotidianas.

Por Iris Aguiar, estudante do 2º período de jornalismo no UniBH.

Agir de maneira mecanizada e semelhante ao outro, é o que a psicanálise estuda e conceitua como efeito manada. Na natureza, esse efeito se refere ao comportamento animal de seguir os outros, principalmente na ação de fuga em conjunto. Na perspectiva humana, esse efeito se refere ao agir, pensar e se comportar de maneira conjunta e semelhante.

Este fenômeno é observado em decisões individuais ou coletivas, que podem ser influenciadas por uma maioria, um líder, como protagonista ou figura de poder. O pensamento em grupo também é uma forma de agir em manada, em que essa influência afeta a maneira de agir e pensar de um grupo e dificulta a manifestação de comportamentos diferentes. 

É frequente que, na nossa sociedade, o indivíduo esteja sujeito às estruturas econômicas, culturais e políticas, que traçam comportamentos humanos, pensando na maneira de viver da sociedade, induzindo e influenciando determinados comportamentos, como a cultura do consumismo, que é pensada através da estrutura capitalista de produção em massa.

Causas

O comportamento em manada é, portanto, guiado por um comportamento anterior de um grupo ou líder, que é seguido por outras pessoas guiadas por uma ação ou maneira de pensar. 

Desta maneira, a existência de regras, padrões e códigos influenciam pessoas e grupos a agir ou a pensar de maneira parecida. A tentativa de ser diferente ou  se manifestar em outro sentido tende a gerar o sentimento de exclusão da pessoa que o fez.

No nosso dia a dia é comum assistirmos a esse fenômeno, seja nas redes sociais ou na nossa própria rotina. Estamos constantemente procurando maneiras de nos sentirmos incluídos em um grupo, fazer parte de algo. 

No universo da moda e das redes sociais, por exemplo, é comum vermos influencers se vestirem de determinada maneira e serem seguidos por outros.O público, neste sentido,  se sente impelido a se vestir de tal forma, não só pelo estilo, mas para que, a partir da estética, comunique formas de comportamentos e às vezes, até maneira de pensar.

A adesão a esse tipo de comportamento tende a ter alguns pontos em comum:

  • garantia de se sentir seguro e aceito por parte da liderança e dos membros;
  • seguindo a “manada” não existe riscos ou punições por agir ou pensar de forma diferente, assegurando a preservação da imagem;
  • comportamentos ou ações que vão de encontro à ideologias pessoais;
  • percepção de que agir ou pensar daquele modo gera algum benefício, material ou afetivo.
Indústria cultural e o efeito manada 

Desde a antiguidade, o ser humano passou por evoluções, sempre perpassadas  pela vontade de pertencimento a grupos. Desta forma, culturalmente, o sujeito criou essa necessidade de pertencer. Entendendo isso, é possível analisar uma das indústrias que utiliza da produção da vontade para induzir o comportamento em manada, neste caso sendo ilustrado pelo consumo. Essa é a indústria cultural.

A indústria cultural e padrões sociais reforçam ideias e descartam outras, de acordo com os interesses globais, que atualmente são pautados no que move o mundo: dinheiro. Assim, a estrutura dessa indústria sobrevive através da nossa vontade de consumir o que é produzido. 

Existe, então, uma construção social em torno da nossa vontade, já que vamos buscar aquilo que irá nos gerar pertencimento, sensação que surge pela identidade, mas também pelo que nos é apresentado. Uma vez que nos é mostrado apenas um produto, várias vezes, nosso conhecimento é baseado nessa experiência, que é pensada pela indústria cultural.

A mesmice com ar de novidade. É o que Adorno, um autor da Escola de Frankfurt, filósofo e sociólogo alemão, que foi um dos maiores críticos da degradação gerada pelo capitalismo em nome das forças que comercializam a culta cultura e as relações sociais, explica que faz a indústria cultural, produzindo uma cultura de massa com bens padronizados e que levam o consumidor a adquirir sempre mais e de maneira mecanizada e repetitiva.

As redes sociais funcionam como alienantes, mostrando apenas um recorte da realidade e influenciando a cultura do consumo, já que reforçam a ideia de que determinados produtos são o que vão te levar a pertencer a determinado grupo.

O tik tok é um dos grandes exemplos de produção cultural em massa, de maneira repetitiva, como as trends, mas que é feita por pessoas diferentes que produzem esta percepção de algo novo e convidativo para reprodução, com a intenção do sujeito fazer parte daquele grupo de pessoas que produzem este conteúdo.

As dancinhas, por exemplo, se apresentam como um exemplo do efeito manada. Nelas, os tiktokers, utilizam sempre um mesmo trecho de música e  mesma coreografia. Além disso, é comum seguirem uma regra, a de indicarem o ib (inspired by), por exemplo. Quando tal padrão não é seguido, sofrem consequências negativas vindas do público.

Consequências

Apesar do efeito manada ser comum na nossa cultura, é preciso estar sempre atento a esse tipo de comportamento, que, normalmente, não pensa nas consequências.

A reprodução desse fenômeno e sua existência estão cada vez mais conhecidas, sendo então manipulada para ações que podem gerar riscos às estruturas sociais, como por exemplo a produção de desinformação, que leva à apresentação desse efeito na ação de compartilhamento de fake news ou crença em pensamentos irreais. 

Outras consequências surgem da tomada de decisão sem análise cuidadosa e atenta, o que leva a prejuízos tanto materiais, quanto físicos,  psicológicos e emocionais. Em situações que envolvam tensão e perigo, também é comum nos guiar por um comportamento majoritário, como correr para onde a maioria está indo, mesmo que não seja o correto ou que a situação não esteja clara para nós. E isso pode acarretar um risco de vida.

Sendo assim, mesmo que o efeito manada seja habitual, é preciso analisar as situações antes de tomar decisões, porque em algumas situações esse fenômeno pode parecer inofensivo, mas nem sempre as consequências de nossas ações estão à mostra. Por isso, saber lidar com nossas vontades e com o diferente pode ser essencial para entender tal cenário.



0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments