Os rebrandings que mais deram o que falar em 2021

Mudanças em marcas já conhecidas pelo público viraram pauta de diversas discussões

Por Eller Zant, do 7° período do curso de Publicidade e Propaganda do UniBH.

Rebranding nada mais é do que ressignificar a imagem de uma marca e/ou produto, com o propósito de mudar a percepção do público em relação à marca, podendo acontecer através de mudanças na logo, nas cores, nos ícones e nos grafismos. Essa estratégia é utilizada quando há mudança do público, modernização da identidade visual, posicionamento, ou até mesmo uma reversão de crise.

Ainda que tenha se tornado cada vez mais comum, o rebranding é sinônimo de modernidade e polêmica.Em alguns casos podem desagradar o público mais fiel da marca, dando o que falar. Ao longo de 2021, várias marcas de todos os segmentos trouxeram mudanças marcantes e interessantes. Em geral, seguindo tendências do design como o minimalismo e designs modernos e legíveis.

TV Globo

Com a proposta de se alinhar ao mundo digital, a TV Globo trouxe 6 novas cores mais saturadas que ultrapassam o globo central e ocupam toda a tela para gerar novas interações e contrastes, trazendo também a substituição das faixas de cores de TV, utilizadas desde 1988, por degradês mais suaves em alinhamento com as marcas do grupo Globo, como a do Globo Play, serviço de streaming da emissora.

Pringles

Buscando se reposicionar no mercado como uma empresa jovem e moderna, a Pringles, marca global de batatas, que não reformulava sua logo há 20 anos. Se arriscou em um design flat com fontes e embalagem minimalistas, inspirada nos emojis obtendo algo mais simples.

Burger King

Também sem reformular a sua logo  ao longo de 20 anos, o Burger King traz uma logo minimalista, com cores vintages que fazem referência à sua própria identidade visual entre os anos 70 e 90.

SurveyMonkey

Um excelente exemplo de um rebranding que não é somente de elementos visuais, e sim um relançamento por completo de uma nova marca, seria a SurveyMonkey, empresa tradicional no universo digital. Seguido de uma proposta arriscada e um bom design, a SurveyMonkey se torna Momentive.

NuBank

Buscando assinalar em sua logo o lado humano da marca, o banco digital mais conhecido do Brasil trouxe uma paleta de cores um pouco diferente, com curvas mais suaves e menos quadradas e a tipografia recebeu mais preenchimento para deixar a leitura mais acessível.

Facebook

Outro exemplo de um rebranding que não é somente de elementos visuais, e sim um relançamento por completo de uma nova marca, é o Facebook. Seguindo uma nova identidade, buscando criar um novo mundo digital, o Facebook se torna Meta.

 

 

 

 

 



0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments