olympics

O que aconteceu nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pequim?

  • esporte
China sediou o torneio em 2022, que foi cercado de polêmicas 

Por Melissa Carvalho, estudante do 3º período de Jornalismo no UniBH

No dia 20 de fevereiro, acabaram as Olimpíadas de Inverno de Pequim. O torneio trouxe muita alegria para os países e competidores que conseguiram suas medalhas, mas também muita tristeza para aqueles que perderam e entraram em polêmicas este ano.

A primeira controvérsia surgiu antes dos jogos começarem, quando foi anunciado que a China ia hospedar o evento em 2022. Muitas pessoas boicotaram os jogos, em grande parte devido à situação dos direitos humanos na China e ao genocídio uigure em particular. A China também enfrentou boicote por politizar as Olimpíadas. 

O governo chinês decidiu usar os jogos como uma oportunidade de fazer reuniões políticas. O presidente chinês, Xi Jinping, se encontrou com o presidente russo, Vladimir Putin, antes da cerimônia de abertura. Durante a reunião, Putin elogiou os “laços sem precedentes” entre os dois países.

Jogadores foram até orientados a não falarem sobre o governo chinês e ter cuidado com o que publicam na internet.

Covid-19

Com a Covid-19, a China teve que fechar grande parte de suas cidades e fazer um grande lockdown para que seus habitantes não fossem contaminados depois dos jogos. A China é um dos poucos países que têm a Zero Covid Policy, uma política que faz com que seus cidadãos sejam trancados em casa até existir zero pessoas contaminadas.

Para essas Olimpíadas de Inverno, a China criou a maior bolha sanitária do mundo, que abriga 25 mil pessoas. “É uma área que contém 81 hotéis, três estações de trem-bala, uma parte do aeroporto de Pequim e as arenas de competição, que estão espalhadas por três regiões: Pequim, Yanqing e Zhangjiakou”, pontuou o Jornal O Globo.

Polêmica com a famosa patinadora artística Kamila Valieva

Uma famosa patinadora de gelo da Rússia testou positivo por tomar uma droga que já foi banida nas Olimpíadas. A substância, que apareceu no exame antidoping de Kamila Valieva, de 15 anos, se chama trimetazidina, um medicamento para o coração usado para tratar a angina e que pode aumentar o fluxo sanguíneo do coração, como dizem os especialistas.

O problema começou quando a adolecente testou positivo em dezembro, algo que só foi descoberto em fevereiro, quando ela já estava competindo nos jogos de Pequim. Valieva ganhou a medalha de ouro no evento em equipe de patinação artística. Assim, ela se tornou a primeira mulher a pousar um quad, um salto que envolve quatro giros no ar.

Depois de muito debate, a patinadora russa foi autorizada a participar no evento individual de patinação artística, alegando que ela era menor de idade.

Muitos ficaram desapontados por ela poder continuar a jogar, como a velocista de 21 anos, Sha’Carri Richardson, que compete nos 100 metros rasos. Richardson afirmou que isso era uma ação hipócrita, já que foi suspensa nos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020 porque tinha um pouco de maconha no exame antidoping dela. Ela também ressaltou que o único motivo dela ter fumado maconha antes dos jogos foi para superar a morte de sua mãe. Para ela, essa também foi uma decisão racista, já que, se não fosse negra, poderia jogar, tal qual a adolecente Kamila Valieva.

Se Valieva conseguisse ganhar entre as três primeiras, não haveria uma cerimônia de medalha após a competição individual feminina, disse o COI (Comité Olímpico Internacional). Mas isso não aconteceu, já que Valieva ficou em quarto lugar em seu último jogo.

Final

A grande vencedora deste ano foi a Noruega, que terminou no topo do quadro de medalhas pela segunda Olimpíada de Inverno consecutiva, conquistando um total de 37 medalhas, das quais 16 foram de ouro. O feito estabeleceu um novo recorde para o maior número de medalhas de ouro conquistadas em uma única Olimpíada de Inverno.

O Brasil competiu oito vezes nos Jogos Olímpicos de Inverno, continuamente, desde 1992. Este ano, 11 atletas participaram dos jogos, espalhados por categorias como esqui alpino, skeleton e bobsled. Infelizmente, nenhum destes jogadores ganhou medalha. 

Os atletas retornaram para suas casas e se preparam para os próximos jogos, daqui a 4 anos, na Itália



0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments